Compra do Instagram e do WhatsApp pela companhia poderá ter de ser desfeita porque comissão alegou que foram 'estratégias para eliminar ameaças'. Rede social afirma que órgão aprovou as aquisições na época.

A Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos e 48 autoridades estaduais anunciaram nesta quarta-feira (9) que entraram com dois processos contra o Facebook por monopólio ilegal.

Após 1 ano e meio de investigação, o FTC e os procuradores-gerais dos distritos alegam que o Facebook vem mantendo seu domínio nas redes sociais por meio de uma conduta anticompetitiva praticada há muitos anos que resultou em "lucros exorbitantes".

São citadas como partes dessa estratégia as compras dos então rivais em ascensão Instagram e WhatsApp pela companhia - em negócios bilionários fechados em 2012 e 2014, respectivamente. A comissão considera a possibilidade de que isso tenha de ser desfeito.

"O Facebook usou seu poder de monopólio para esmagar rivais menores e exterminar os competidores, às custas dos usuários comuns", disse a procuradora-geral de Nova York, Letitia James, que lidera a coalizão dos estados.

O Facebook rebateu as acusações, dizendo que o processo é um "revisionismo histórico" e que as autoridades não mencionam que as aquisições dos aplicativos foram aprovadas pelos reguladores na época. Com o anúncio do processo, a ações da companhia caíram 1,93% nesta quarta.

Fonte:https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2020/12/09/facebook-e-alvo-de-acao-antitruste-nos-estados-unidos-diz-agencia.ghtml

 

%MCEPASTEBIN%